Japaburger

Franquia / Seja Franqueado

O mercado de fast-food delivery em 2020 acelerou em níveis nunca antes vistos. No primeiro semestre, o número registrado de pedidos no delivery teve um acréscimo de 975% em relação ao mesmo período do ano anterior. Isso mesmo: novecentos e setenta e cinco por cento de aumento nas vendas. Especialistas aguardam o fechamento do segundo semestre com grandes expectativas, mas não arriscam fazer previsões.

O que dizem SEBRAE e ABF?


Uma pesquisa realizada pelo SEBRAE em abril de 2020, apontou que diante ao cenário provocado pela COVID-19, logo no primeiro semestre do ano aproximados 50% dos estabelecimento físicos do setor de alimentação iriam fechar suas portas devido ao isolamento social. Já a Associação Brasileira de Franchising (ABF), relatou queda de 48,2% no faturamento do setor de franquias no mês de abril. Cenário facilmente constatados por mera observação da quantidade de lojas fechadas.




Consumidor e mercado: de olho nas mudanças!


De um lado o tradicional setor de fast-food com índices em queda, de outro, um mercado que cresce em ritmo absurdamente acelerado com consumidores que já adquiram novos hábitos de compras baseados na facilidade, diversidade de ofertas e, principalmente, segurança alimentar: as compras pela internet. É importante se entender que o hábito de consumo mudou, claro que não irá continuar nessa mesma escala de crescimento. Mas jamais voltará ao estado anterior. E assim o fast-food delivery tornou-se o maior setor econômico e concentra hoje a maior fatia de crescimento em vendas do mercado.




A troca do modelo de negócios


Ainda segundo a ABF, diante a dificuldade economia, redução de empregos e a baixa dos juros, mais pessoas buscaram alternativas de renda e optaram por investir em microfranquias. Acompanhando essa tendência, redes tradicionais desenvolveram modelos de franquias mais enxutas para disponibilizar a esse investidor. Com isso, o segmento de microfranquias aparece como a melhor alternativa para quem procura aumentar sua renda, de forma segura e com baixo investimento.




Hambúrguer, o campeão de vendas


O relatório anual da ABF no fechamento de 2019, aponta o hambúrguer como o campeão de vendas daquele ano. Mas vamos voltar ao tempo... Para se entender de hambúrguer precisamos voltar no tempo: o ano era 1904, o inventor foi o texano Fletcher Davis e o lugar foi na Feira Mundial de Saint Louis (EUA), onde multidões tiveram contato pela primeira vez com o hambúrguer. Que rapidamente se tornou um dos ícones dos norte-americanos e popularizado em praticamente todo o mundo. No Brasil, o hambúrguer apareceu em 1952, com a primeira loja aberta em Copacabana pelo tenista Robert Falkemburg. De lá pra cá as redes de fast-food se popularizaram rapidamente, ganhando mais e mais espaço neste então, novo, segmento de alimentação. Até a década de 90, basicamente existiam apenas as grandes redes de fast-food, que dominavam o mercado de forma absoluta e algumas iniciativa de lanchonetes locais que também serviam o sanduíche, sem expressão. Na virada do milênio, surgiram as primeiras lojas locais com uma proposta mais organizada e com preços muito mais acessíveis em relação a tradicionais redes. Logo em seguida essas mesmas lojas se organizaram e começaram a abrir filiais e, inclusive, iniciando no sistema de franquias, ainda de maneira informal. Fato é que esse crescimento começou a interferir no faturamento de algumas lojas das grandes redes fast-food tradicional. Mesmo sem registro preciso de sua aparição, os hambúrgueres artesanais ou gourmet que ganharam as ruas através da agilidade do movimento dos food-trucks (2016-2017) e posteriormente com as hamburguerias temáticas e especializadas no sanduíche, com uma proposta altamente competitiva, a nível de preço, com relação aos praticados pelas grande redes, e, ainda, obtendo um grande diferencial na execução do produto em sí. O que resultou na curva decrescente nas vendas das redes tradicionais, que logo em 2019 reagiu com uma redução drástica nos preços: ofertando dois hambúrgueres por R$14,90. Concorrendo em condições desiguais nos preços ofertados e com grande apelo na Tv aberta, acabou dificultando a viabilidade de diversos empreendimentos no segmento do hambúrguer artesanal, mesmo os mesmos oferecendo um produto superior.




O diferencial do Japaburger


Inovação do produto: agregamos ao formato do hambúrguer toda a sofisticação e tradição da culinária japonesa. Oferecendo produtos extremamente nutritivos e dentro do conceito da alimentação saudável, preços altamente competitivos comparados a culinária japonesa, além da praticidade e rapidès no ato na alimentação.





Venha ganhar dinheiro conosco!!!

Segundo a Associação Brasileiro de Franchasing (ABF), o hambúrguer é o lanche mais consumido em todo o Brasil. Em 2018, o mercado de culinária oriental movimentou aproximados R$19 bilhões, com estimativa de crescimento na casa dos 12% ao ano.

Delivery online

Sistema de baixíssimo investimento onde o associado, Micro Empreendedor Individual, pode utilizar um pequeno espaço de sua própria residencia para preparar e despachar as entregas dos pedidos.

Food truck

Loja

Sistema de baixo investimento e rápido retorno onde o associado, Pessoa Jurídica*, utilizar um modelo patronizado de food truck atuando em áreas de grande circulação de pessoas. Servindo à lá carte no local.

Sistema com investimento de médio retorno onde o associado, Pessoa Jurídica* atua em loja física com exclusividade de uso da marca em determinada região. Servindo à lá carte no local e distribuindo a outros associados.

 

A Empresa

Saiba Mais

Consumidor

Franquia

Japaburger_versão_dois.jpg

O melhor do Japão, no pão!

© Copyright 2020. Todos os direitos reservados a PBA Foods Ltda.

Todo conteúdo de fotos, textos e layout aqui veiculados estão protegidos pela Lei de Direito Autora. Fotos meramente ilustrativas.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco